05/08/2009

LUTHIERIA DE PERIFA!

Sábado especial, este em 1º de agosto, pois tivemos a oficina de INSTRUMENTOS MUSICAIS, do Mr. Joilson & Co. e a estréia da oficina de MÓVEIS & OBJETOS, minha e do Robert (de Niro), acontecendo simultaneamente com o ENCONTRO DE COMUNIDADES, realizada dentro do Projeto Arrastão.

Correria GERAL, uma vez que eu e o Robert (de Niro) tentamos registrar TUDO, ajudar Joilson com a logística e ainda ministrarmos a nossa própria oficina. LOUCURA! E olha que deu tudo certo, hein!

Este foi o último encontro da oficina de INSTRUMENTOS MUSICAIS, e nesse dia, Joilson e sua trupe finalizaram os instrumentos desenvolvidos nas aulas anteriores, os afinaram, discutiram sobre todo o processo criativo e de desenvolvimento. Puseram-se, ainda no final, a se divertir, propagando pela sala, o som de seus INCRÍVEIS instrumentos.

Ao iniciar a aula, Joilson relembrou-os sobre o processo de amarração dos tambores, desenvolvidos no sábado passado, mostrando os erros encontrados no trançado com os aros e os resultados interessantes realizados pelo grupo. Em seguida ensinou-os a forma de afiná-los, de diferenciar a afinação dos tambores, para que o som de um complementasse o de outro no momento em que fossem tocados juntos e ainda mostrou as suas duas diferentes possibilidades de afinação, onde poderiam utilizar-se as próprias cordas, que o trançam ou câmaras de pneus.







- Fotos: Marcelo Barros.

Após a pausa para o lanche, retornaram a sala e puseram-se a desenvolver cuícas com latas de metal e varetas de madeira. Foi realmente surpreendente assistir a todos aqueles "badulaques" se tornarem instrumentos musicais e com timbres tão maravilhosos. E como são simples de fazê-los. A industria musical que me perdoe, mas quase daria para fazer uma orquestra completa com o lixo da cidade.

Ao levar a turma da oficina de MÓVEIS & OBJETOS para conhecer os tais espetaculares instrumentos musicais, uma das meninas, a Maika, perguntou ao Joilson se ele não era uma espécie de luthier e ele respondeu meio sem jeito: "É... eu faço os instrumentos, mas sou um educador, na verdade. - E por que não o seria? O que caracteriza uma pessoa a ser um luthier, é justamente a capacidade de construir e restaurar artesanalmente instrumentos musicais, além de fazer sua regulagem, empregando-lhe a possibilidade de propagar notas, possuir timbre e afinações. Na WIKIPÉDIA ainda informa que a Luthieria é uma manifestação artística. O que diferencia nossos amigos dos profissionais do ramo, é o fato de se utilizarem de uma matéria-prima não tão "nobre": A sucata. A parte nobre do processo fica a cargo do reaproveitamento de objetos descartados, da popularização do conhecimento e da criatividade.

video
- Joilson e seu "mangueirompete". - Vídeo: Marcelo Barros.

video
- Rare, rare com sambinha nos pés! - Vídeo: Marcelo Barros.

video
- "Santo samba solto". - Vídeo: Marcelo Barros.

Para finalizar a aula, os alunos colocaram todos os instrumentos desenvolvidos na oficina e separaram aqueles que os agradavam mais a participar da exposição, que concluirá projeto DESIGN DE PERIFA em novembro deste ano. E depois, é claro, a moçada mostrou o gingado que possuem na ponta dos pés! Rare Baba!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário